Qual o valor de uma experiência transformadora?

Qual o valor de uma experiência transformadora?

31/07/2018 11:22:33    |    Intercâmbio Agrícola
46

Sempre fui fascinada por diferentes culturas e decidi que um intercâmbio seria a melhor opção para vivenciar essa experiência.

 

Eu tinha planejado em fazer um Intercâmbio para o aperfeiçoamento do inglês, assim que concluísse o curso de Agronomia. Mas durante um estágio extracurricular nas minhas férias de faculdade, vi um cartaz da CAEP e soube um pouco mais sobre o Intercâmbio Agrícola e sobre a possibilidade de unir o aperfeiçoamento na área agronômica com o aperfeiçoamento do inglês, tendo contato com uma nova cultura.

 

E a partir daí tudo mudou. Oito meses de duração e muito aprendizado profissional e pessoal.

 

Quanto custa uma experiência transformadora? Depois desse Intercâmbio, eu tive ainda mais certeza de que há inúmeras coisas que não têm custo, elas têm valor.

 

O valor de ter conhecido tantas pessoas e ter feito amigos do mundo todo, de ter aprimorado o meu conhecimento agronômico, sob um novo ponto de vista e diferentes sistemas de produção, de ter convivido com uma cultura tão diferente, mas que se tornou parte de mim e principalmente o valor de ter amadurecido tanto por ter que lidar com  situações adversas, o que ocorre quando deixamos a nossa zona de conforto.

 

Não foi fácil deixar minha família, amigos e tudo que eu conhecia, para seguir rumo ao desconhecido. Mas foi transformador!

 

No fim, ficou claro para mim que a experiência que eu tive era de um valor incalculável. E uma descoberta assim só é possível, quando nos abrimos para o novo.

 

Transforme-se e descubra o valor da sua própria experiência nos campos do mundo!

 

Ana Gabriela | Intercâmbio Agrícola

Formada em Engenharia Agronômica pela UNESP Botucatu, sempre teve interesse em conhecer o mundo. Realizou dois intercâmbios pela CAEP nos EUA, morou na Inglaterra e viajou para outros países a turismo. Conduziu sua carreira atuando em vários setores da Agronomia e também atuou na área de ensino, como professora de inglês. Na CAEP é responsável pelo atendimento (inscrição e aplicação) dos alunos no Intercâmbio Agrícola e no Departamento de Viagem Técnica auxilia na elaboração de roteiros de viagem.