O Futuro da Agricultura

O Futuro da Agricultura

22/05/2017 11:25:10    |    Agricultura
20

Desafios que os alimentos e a agricultura enfrentarão nas próximas décadas


Considerando que a população mundial atingirá cerca de 10 bilhões de pessoas por volta de 2050 e que a produção de alimentos terá de crescer pelo menos 50% (FAO, 2014) para atender a esta crescente e cada vez mais exigente população, uma série de desafios e também oportunidades vão moldar a agricultura das próximas décadas. Certamente a produção de alimentos nas próximas décadas não será como a atual. Embora não haja uma bola de cristal, observando a transformação de outros setores e as tendências já em curso na agricultura, podemos vislumbrar o que está por vir. Neste contexto a sustentabilidade certamente terá papel preponderante. Um dos exemplos que aponta a direção do futuro da agricultura é a revolução agrícola que houve após a Segunda Guerra Mundial, em que muitas novas tecnologias foram incorporadas ao processo de produção de alimentos, tornando a agricultura mais industrial. Foi a tecnologia que transformou a agricultura no século passado e será ela que novamente irá transformá-la nas próximas décadas.

Alguns dos próximos desafios da agricultura incluem:

  1. Mudanças climáticas e seus desdobramentos: seca e calor com episódios climáticos mais frequentes e severos; degradação de solos e da biodiversidade
  2. A agricultura se tornará mais verticalizada, corporativa e mais intensiva em termos de insumos e de capital. Aspectos artesanais da agricultura vão dar lugar a uma nova agricultura mais similar ao processo fabril, como controles e monitoramento de cada etapa do processo produtivo. A agricultura caminha para o smart farming ou intelligent farming, mesma tendência já ocorrida em várias outras áreas dos processos de manufatura
  3. Será crescente a demanda por sistemas sustentáveis e pela adoção de boas práticas agrícolas
  4. Redução da população rural, devido a migração para regiões urbanas
  5. Com a globalização emergirão novas pragas e doenças, que não respeitam fronteiras politicas
  6. Redução da área agricultável pelo avanço da urbanização e a ação antropozoica
  7. Necessidade de redução das perdas de alimentos na produção, no armazenamento e na distribuição
  8. Necessidade de rastreabilidade de alimentos
  9. Desenvolvimento de tecnologias para produção de alimentos na África, a próxima grande fronteira agrícola

 

Aluízio Borém | É agrônomo com grande experiência como consultor, professor universitário e melhorista de plantas/biotecnólogo. Desempenhou atividades internacionais em mais de 12 países e organizações internacionais. Borém obteve seu Ph.D. em genética e melhoramento de plantas pela University of Minnesota, USA, e publicou mais de 100 livros em português, inglês, espanhol, mandarim e coreano, além de muitos outros artigos científicos, de jornais e material de informativo. Como melhorista de plantas e biotecnólogo desempenhou atribuições para a UNIDO e FAO, órgãos da ONU, para o CIAT, e várias outras organizações internacionais .